Informações‎ > ‎

Abreviações e termos usados

Abaixo a descrição de algumas abreviaturas, termos e expressões muito usadas no ramo do Turismo.

ADD ONS – Usados para construção de tarifas não publicadas entre 2 pontos específicos, seria um valor  completar de uma tarifa, quando está nã está publicada, muito usada em operadoras, veja exemplo abaixo:
Tarifas com saida de São Paulo: SAO/REC/SAO - BRL 700,00
ADD-ON - Saídas de POA/FLN/CWB - BRL 100,00
Sendo assim acrescentar R$ 100,00 sobre os R$ 700,00 para saídas nas cidades específicadas.
Tarifa de POA/REC/POA - BRL 800,00

ARNK – Arrival Unknown (ARUNK) – Chegada do passageiro desconhecida ou por via que não seja aérea, também conhecido como SURFACE (superfície em inglês).
Quando fazemos uma reserva no sistema e o passageiro sugere que não fará um trecho, ou seja, chega numa cidade e retorna de outra.

Exemplo:

POA-REC/-trecho de ônibus-/MCZ-POA - O trecho entre Recife e Maceió não será voado, será feito via terrestre.

BLOQUEIO – Reserva de um grupo com determinado número de passageiros, para posteriormente conforme prazo determinado pela companhia aérea, informar os nomes dos passageios.
É cobrado um valor de sinal dependendo da Cia Aérea, no internacional geralmente é de USD 100,00 por passageiro.


BOARDING PASS – Cartão de embarque – Cartão entregue ao passageiro no ato do check in, a cia aérea fara a emissão e esse é entregue na hora que embarcar na aeronave.

CHARTER – Fretamento – Aluguel de uma aeronave para operação de um vôo não regular, usado por operadoras, geralmente não tem como marcar assento, nem transporte de animais, nem serviços de alimentação especial, consulte a operadora.


CHECK IN – Apresentação do passageiro no balcão de uma cia aérea para embarque e despacho de cargas, ou no balcão de um hotel para ocupação de uma habitação.


CHECK OUT – Mais para Hotéis, fechamento da hospedagem ou checagem geral e faturamento.


CONEXÃO – Troca de vôo ou aeronave no aeroporto.
Tempos para conexão:

Nacional:

Mínimo - 1 hora (algumas cias oferecem no sistema um tempo bem menor, verifique a possibilidade, qual o aeroporto, se o pax é idoso, se está com criança pequena, se tem dificuldade no deslocamento).

Máximo - 4 horas - Quando ultrapassado este tempo, é considerado um STOPOVER (ver abaixo), e pode ter um acrescimo na tarifa. (Algumas cias colocam um tempo maior de conexão sem cobrança desta).
Internacional:

Mínimo - 2 Horas, porém hoje em dia aconselha-se mais tempo, principalmente se tiver que despachar a bagagem novamente.

Máximo - 24 horas, além deste tempo será considerado um STOPOVER, e poderá ter acrescimo na tarifa.


ENDOSSO DE BILHETE – Transferir o direito de transporte de um passageiro de uma cia aérea para outra.
Está autorização é dada pela cia aérea, o passageiro só poderá solicitar quanto tiver comprado uma tarifa cheia sem desconto geralmente nas classes Y, C e F.

LOC – Localizador – É o código alfa numérico que permite localizar a ficha de reserva aérea de um passageiro, gerado por informações dentro de um sistema de reservas.

MPM - Maximum Permited Mileage, ou Máximo de milhas permitido - Usado para cálculo de tarifas de milhas, corresponde a distância em milhas aéreas, máxima permitida para um ponto de destino

NON STOP - Vôo direto sem escalas.
NO SHOW - Não comparecimento do cliente para uso do serviço, geralmente haverácobrança de multa:
Áereo - VAlor depende da Cia Aérea.
Hotel - Quando houver geralmente uma diária.
Carro - Depende da locadora.
OFF-LINE - Trecho de outra cia aérea para completar itinerário da emissora do bilhete, com o valor já incluso.

Ex.:
PORTO ALEGRE (POA) --- LONDRES (LON) --- PORTO ALEGRE - Com tarifa da British Airways (BA)
Devido a BA, não ter vôo até POA - ela usará uma cia aérea que tem acordo para completar o trecho,veja exemplodo itinerário:
POA --- SAO --- JJ ---- OFF-LINE
SAO --- LON --- BA --- ON-LINE
LON --- SAO --- BA --- ON-LINE
SAO --- POA --- JJ --- OFF-LINE
Neste exemplo está usando a Tam para fechar conexão comos vôos da BA, no qual tem acordo de emissão e já estará imbutido no valor final da tarifa.
ON LINE - Todo itinerário voado por uma única cia aérea.
OVER - Comissionamento extra pago pela cia aérea como incentivo de vendas.
Exemplo um bilhete internacional paga 6% de comissão, e está mesma cia aérea repassa mais 5%, seria no total 11% de comissão.
Algumas cias pagam sobre o valor integral da tarifa e outras pagam sobre o valor descontada a comissão, exemplo:
Tarifa: USD 1000.00 X 6% = USD 60,00 - Comissão
Incentivo: 5 % sobre 94% - USD 1000.00 - USD 60.00 = USD 940.00 x 5 % (incentivo) = USD 47.00
No total teriamos comissão + incentivo = USD 107.00
O W - One Way - Identificador de tarifa e viagem só de ida.
PAX ou PSGR - Identificação de Passageiro.
PNR - Passenger Name Request  - É a reserva com seus dados completos no sistema de reservas (GDS), está mesmo gera um localizador, se perguntarem qual o PNR, passe o loc.
ROOMING LIST - Usado em hotéis, é a lista de hospedes, organizada de acordo com as acomodações que serão utilizadas no hotel, geralmente usada para grupos e eventos.
RT - Round Trip - Identificador de tarifa e viagem de ida e volta.
STOPOVER OU STOP - Termo usado para identificar uma parada do passageiro numa cidade intermediária do roteiro, conforme regras de conexão.
Está parada pode aumentar o valor da tarifa.
SURFACE - Vide ARNK acima.
TAXA DE EMBARQUE - Taxa cobrada no bilhete referente aos serviços aeroportuários de embarque.
Em alguns países cobram esta taxa na hora do embarque, não cobrado no bilhete, o pax terá que pagar na hora do embarque a vista.
TC ou TOUR CODE - Código específico que informa valores ou condição especial na hora da emissão do bilhete, geral mente usado no caso de haver um OVER (vide acima), ou também para emissão de grupo para acrescentar o Tour Conductor do grupo.
TRANSFER OU TRASLADO - Serviço de assistência e transporte ao pax ou hospede deste o aeroporto até o hotel ou onde for necessário transportá-lo.
TPM – Ticketed Point Milleage – Milhagem real do itinerário, distância de milhas entre pares de cidades, serve para calcular tarifa de milhas.
VOID - Usado para bilhetes, como cada etkt tem 4 cupons, se só usarmos 2 cupons os outros 2 serão os cupons void, ou seja nulo, não tem validade.

VOUCHER – Cupom de ordem de serviços turísticos terrestres, trata-se de um documento de garantia para quem compra e para quem vende os serviços. Ele assegura os direitos e deveres a todas partes envolvidas na comercialização do serviço.