Falando Grego

    Na época em que trabalhava na Varig no aeroporto, no meu plantão sobrou um passageiro grego, e vôo dele tinha sido cancelado, e tínhamos que alojar e alimentar o passageiro até o dia seguinte.
 
    O cara só falava grego, depois de horas de mímica sem sucesso, tive uma idéia:
    
    - "Vou procurar no Guia Telefônico algum sobrenome grego e pedir ajuda, dito e feito.
 
    Consegui achar uma senhora que, depois de me identifificar, expliquei o problema, e ela prontamente me disse que ajudaria como intérprete.
 
    Expliquei prá ela o que queria e que ela explicasse ao passageiro, passei o telefone pro cara, eles se falaram por cerca de um minuto, me devolveu o telefone, aí o choque:
 
    Ela me diz que não poderia ajudar porque o cara era grego DAS ILHAS e falava um dialeto diferente do dela que era grega DO CONTINENTE.
 
    Resultado, tive que pegar o cara pela mão e levar pro hotel, dar comida quase na boca, colocar na cama, e ir buscar no outro dia.
Viva o Brasil!
 
Quase 9 milhões de quilometros quadrados e um só idioma.